Quem já ouviu dizer por aí que a Petrobras estava quebrada, ou ainda cheias de dívidas?

Posso te responder com toda a certeza de que tudo é uma questão de perspectiva.

Quero que você relembre comigo.

Em 2006, um tesouro nacional foi descoberto: os preciosos campos do Pré-sal. No entanto, para serem explorados, foi preciso investir primeiramente em novas tecnologias de exploração em águas profundas, algo inovador no mundo.

Somente entre 2010 e 2014, despendeu-se cerca de R$ 424,65 bilhões, que seriam pagos proporcionalmente ao longo dos anos, com o início das atividades. No mundo dos negócios isso é extremamente normal.

Esse foi um investimento em uma verdadeira mina de ouro, que passou a dar frutos logo depois e tem projeção de ganhos astronômicos no futuro.

De tão grande que é, estima-se que o Pré-sal possa render R$ 40 trilhões de lucro para a Petrobras.

Não precisa ser muito gênio que esse era um negócio das arábias, como os provérbios populares dizem.

Ou seja, se hoje o governo comemora os recordes nos lucros da estatal, é porque está colhendo os frutos daquele gigantesco investimento, feito com muita coragem na época. Aí fica fácil, né?

 

Muita gente de olho

Mas, como todo bom negócio, tem muita gente, lá mesmo vindo de fora, que quer tomar nosso tesouro. Afinal, é uma mina de dinheiro essa Petrobras e por aqui já está tudo pronto (incluindo infraestrutura e facilidade para distribuição, além da tecnologia de ponta).

E sabe a gente diz isso? Porque logo depois das denúncias da Lava Jato, a Organização Mundial do Comércio (OMC) – uma instituição criada com o objetivo de supervisionar e liberalizar o comércio internacional -, divulgou que a Petrobras seria a “petroleira mais endividada do mundo”, e que a privatização seria essencial para a saúde financeira da estatal.

Coisa de quem desvaloriza o produto só para comprar esse mesmo produto, só que mais barato.

Todas as denúncias de corrupção e o ataque sistemático à Petrobras nos lembra aquele filme Truque de Mestre (olha o spoiler!). No final, aquele que investigava foi quem acabou se beneficiando de tudo.

E se entendeu que isso vai acontecer, se mexa e lute conosco por nosso tesouro. Porque o governo Bolsonaro está liquidando aquilo que é do povo. E aqui em Minas Gerais, a nossa preciosa REGAP está na lista.

Afinal, privatizar a Petrobras é, literalmente, entregar o ouro para bandido.

 

Fonte: Com a Petrobras o Brasil tem Futuro

Compartilhe o post
Instagram  | Facebook