A Petrobras é uma referência mundial em exploração de petróleo em águas profundas e ultraprofundas. Não é algo que começou ontem e sim um processo de mais de meio século, criado com ousadia e tecnologia. A principal consequência disso é a descoberta do Pré-Sal, gigantescas reservas de petróleo abaixo de camadas profundas de rochas salinas, daí o nome.

A ousadia de, num cenário que qualquer petrolífera mundial poderia explorar (vide que o monopólio não existe desde 1997), confiar em todos os seus técnicos e engenheiros para localizar o petróleo, investir pesado e trabalhar duro para desenvolver todo o aparato necessário para descer a quilômetros da superfície marítima.

Enquanto isso, as demais companhias petrolíferas não quiseram correr o risco e nem gastar dinheiro desenvolvendo tecnologia, pois preferem o lucro certo (ou seja, negociar com o governo para que a Petrobras seja privatizada).

A tecnologia, por sua vez, há muitos anos é aprimorada dentro dos laboratórios da Petrobras e também nos campos e mares. A empresa estatal acreditou nos seus trabalhadores e sempre incentivou novas ideias.

Assim, com pessoal extremamente qualificado (como, por exemplo, em toda formação contínua da Universidade Petrobras), movidos pelo dever de serem brasileiros em uma empresa brasileira, alcançou-se o objetivo.

E olha só como isso é importante para o futuro do Brasil: estima-se que só o que foi descoberto até agora do Pré-sal possa render mais de 10 trilhões de dólares (ou seja, mais de 40 trilhões de reais) de lucro para a Petrobras e para o Brasil!

Reconhecimento

O reconhecimento não demorou e veio em várias áreas do conhecimento, demonstrando que a conquista do Pré-sal foi uma ação multidisciplinar.

A Petrobras recebeu quatro prêmios, o último em fevereiro de 2020, só da Offshore Technology Conference (OTC), Distinguished Achievement Award for Companies, Organizations, and Institutions pelas tecnologias de ponta desenvolvidas para explorar o pré-sal.

Para chegar fundo, foi necessário desenvolver capacidade técnica e científica de geologia do petróleo. O AAPG Distinguished Service Award foi concedido à empresa devido ao desenvolvimento desta expertise.

Por sua vez, a Society of Petroleum Engineers (SPE), uma das associações internacionais mais importantes da indústria mundial de petróleo e gás concedeu dois reconhecimentos importantes à empresa nacional.

Em 2016, em cerimônia realizada em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, engenheiros da Petrobras foram premiados pelo trabalho de desenvolvimento do setor de extração de petróleo offshore (em plataformas marítimas).

Outro reconhecimento da SPE foi na categoria de Gerenciamento e Informação, com um programa que reduziu os curtos da construção de poços de petróleo.

E como isso chega a você?

Toda a reconhecida tecnologia de vanguarda desenvolvida pela Petrobras em águas profundas e ultraprofundas permite que os poços sejam explorados com a máxima eficiência, isto é, menor custo e maior rendimento, impactando nos custos de fabricação de derivados. É definitivamente uma gigante mundial, mas com benefícios direitos aos brasileiros.

É por isso que ela tem também a responsabilidade social, pois os recursos explorados viram dividendos e royalties para saúde, educação, geração de empregos, etc.

Enquanto for estatal e do povo brasileiro, será também a empresa que muitos jovens querem trabalhar, pois a Petrobras é ousadia e tecnologia, é chance de crescimento pessoal e do Brasil.

 

Veja também Privatização não significa menos corrupção (muito pelo contrário!)

 

Acesse nossa rede

Instagram Facebook