💪 Apesar dos desafios que o novo Coronavírus trouxe à indústria petrolífera global em 2020, a Petrobras teve um excelente desempenho operacional.

🤩 Aliás, ela se superou!

📊 Sua meta de produção era de 2,7 milhões de barris de petróleo por dia, embora estimasse produzir 2,84 milhões de barris diários. Ou seja, a pretensão era crescer mais de 5% (superando a meta original, de 2,5%).

📈 Contudo, somente entre janeiro e setembro, a produção da estatal cresceu 9%. E o melhor: fechou 2020 produzindo mais de 3 milhões de barris por dia (cerca de 12% acima da meta)! Só no Pré-sal, a produção subiu 32%.

🌎 Enquanto o preço do petróleo de outros países produtores despencou (como os Estados Unidos, que sofreram com estoques excessivos – já que a demanda mundial por petróleo cai bastante), a Petrobras se manteve sólida.

🙌 Por aqui, ela contou com a integração entre produção, refino, logística e comercialização, mantendo os estoques mais baixos que o período pré-Covid!

👏 Além disso, com a retomada da demanda interna por derivados, suas refinarias recuperaram a produção e ajudaram a evitar que a economia do Brasil fosse ainda mais afetada!

📢 Isso tudo prova que a Petrobras precisa continuar sendo 100% estatal.

 

 

Compartilhe o post
Instagram  | Facebook