?  Sabia que a produção brasileira de petróleo é suficiente para nos tornar independentes? ?

? ?  Pois é: todos os dias, cerca de 3 milhões de barris de petróleo são extraídos da camada Pré-sal.

??  Veja: o Brasil não recebe incentivos governamentais para o aperfeiçoamento técnico do refino. Como a maior parte do petróleo brasileiro é mais denso e difícil de refinar, o meio de abastecer o consumo interno é importando óleo leve. ?

?  Consequentemente, já chegamos a pagar 39,9% a mais no combustível importado – encarecido também pela política de preços iniciada no governo Temer (que acompanha as variações do mercado internacional) e pela entrada de competidores que empregam preços internacionais no mercado interno. ?

?  A dificuldade de distribuição para algumas regiões do Brasil é outro fator que atrapalha o uso do petróleo nacional, sobretudo após o desmonte do Sistema Petrobras (que reduziu a participação da estatal no mercado). ?

?  Para piorar, diversas refinarias da Petrobras estão à venda.

?  A Refinaria Gabriel Passos (Regap), em Betim-MG, é uma delas: processa 166 mil barris de petróleo por dia e é a maior recolhedora de ICMS do estado (12%, em 2017), e da cidade (cerca de 56%). ?  Mesmo assim, segue na lista de desinvestimentos da estatal. ?

? ?  É possível baratear o custo do petróleo brasileiro, especialmente porque o temos em larga escala! ?

?  Para isso, as refinarias da Petrobras precisam de incentivos à tecnologia, que as tornem mais avançadas e permitam ao país aumentar o abastecimento interno. ?

?  Fortalecer a estatal é o caminho para um Brasil independente em petróleo! ?

?  Com a Petrobras o Brasil tem futuro!

Compartilhe o post
Instagram  | Facebook